Idioma

+18

Alguns posts desse Blog podem ser recomendado para maiores de 18 anos devido ao conteúdo explicito;

14 de jul de 2014

Angústia Stephen King (1987) Episódio 98 Relembrando artes do Passado Episódio

Relembrando artes do passado episódio 98: Todos devem estar se perguntando porque de três anos de blog não tenho mais postagens, talvez pela falta de tempo, alias eu preciso trabalhar. Não ganho nada fazendo essas postagens, mas mesmo assim não tenho vergonha na cara e mantenho esse blog de pé desde 2011. Talvez eu faça isso mais por mim do que para vocês, mas não é um sentimento egoista. Eu me sinto bem passando as informações que eu adquiri, se eu as guardasse apenas para mim, não teria graça nenhuma. E esse ano de 2014, depois da derrota humilhante do Brasil, vou me dedicar mais de falar de livros do que de filmes. Eu tenho lido bastante.
 Todas as pessoas ja devem ter ouvido falar do filme Louca Obsessão 1990, um excelente filme com Kathy Bates e James Caan e assim que você assiste o filme, você claro vê que é baseado em uma obra do mestre do horror Stephen King, (já falamos aqui no blog sobre O lluminado livro, e o filme baseado no Livro Cujo "Cão Raivoso")
Essa obra no brasil foi lançada com o nome de "Angústia" em 1991.

Meu sonho foi ler esse livro, mas não obtive sucesso além do mais se tratando de um livro raro, fora de catálogo. Logo recorri ao mercado livre, e vi o quanto que os vendedores sabiam o quando o livro é raro. Vi preços chegando a quase 190 reais, e isso ficou muito comum, os editores perdem tempo republicando obras famosas do mestre como Carrie, e as melhores vão ficando raras, e os vendedores tiram proveito disso. Não devo Culpá-los. Ainda bem que a Suma de Letras, que foi a editora responsável por tudo mudar, está fazendo um excelente trabalho, relançado obras do mestre, modificando os títulos infelizes que sofreram no Brasil, por exemplo: A hora do Vampiro agora vai chamar Salem, perfeito um titulo sem Spoiler. Tudo começou quando fui na Fnac comprar um livro que não sabia  bem, e vi algo na prateleira que me deu vontade até de chorar. Mas chorar de alegria. Olha só o que eu vi: E além dos mais eles manteram o titulo original, e ainda escreveram no papel da maquina o título do filme.
Mais bonito que a visão de ver um livro que eu queria ler há mais de cinco anos, era o preço: 39,90. Um preço que não podemos considerar barato, mas é bem mais acessível, do que 80, ou até 200 reais. Então peguei e li. Fiz isso em um dia apenas, passei a noite inteira acordado, lendo. A trama é simples pois se concentra em dois personagens apenas. (O livro até tem seus coadjuvantes, mas eles pouco aparecem na trama) O Interessante, é que Misery aborda dois temas que estavam presentes em O Iluminado. A loucura gerada pelo isolamento, e estar preso num cenário de neve. Mas ao contrário do anterior King, não precisou recorrer a monstros e afins, desta vez temos apenas o terror psicológico e aquela sensação de que realmente isso poderia acontecer com alguém.
 A trama fala sobre Paul Sheldon, um escritor famoso, que após concluir seu livro, carros velozes, e finalmente está se livrando da sombra de Misery (Personagem que lhe deu fama, resultado de uma série de livros de sucesso) sofre um terrível acidente no meio da neve. Annie Wilkes, uma ex-enfermeira que vive numa casa isolada, o salva, e alega ser sua fã nº1. Como diz na própria parte de trás do livro, Paul Sheldon conclui três coisas: Annie Wilkes tem muito analgésico, Annie Wilkes é viciada em analgésicos e Annie Wilkes é perigosamente louca. Ao descobri que Paul matou sua pergonagem favorita Annie entra em colapso mental, e começa a torturar Paul que está totalmente indefeso com as pernas quebradas, a escrever um novo final para sua personagem, caso queira se recusar ela o mata se mata. Apesar das pessoas conhecerem mais o filme do que o livro por razões obvias, vamos analisar algumas diferenças entre o filme e o livro:
 O filme com certeza e como sempre, é mais leve em relação ao livro. Annie que é excelentemente interpretada por Kathy Bates, meio que tenta se conter no inicio, já no livro, Annie se demonstra louca e desequilibrada logo no inicio. Por exemplo, naquela hora em que Annie diz para Paul (James Caan) que o livro novo dele estava recheado de palavrões e o critica por isso, perdendo o controle e até derrubando a sopa nele, no filme ela perde desculpas e meio que se contém, e se toca. Já no livro, ela além de continuar dizendo que ele a tinha feito derrubar a sopa, ainda o obrigou a beber água suja de uma balde em que ele fazia a faxina, ele foi obrigado pois não podia engolir o remédio a seco, que estava ficando viciado e era o único que aliava suas dores. Alias esse é outro ponto do filme, Paul evita tomar os remédios e até os esconde, desconfiando que isso poderia estar o tranqulizando a ponto de não fugir. No livro King deixa bem claro a dependencia que ele está tendo pelo remédio, e procura tentar diminuir a dependência  tomando o remédio cada vez menor, digo isso quando ele consegue sair do quarto trancado, para pegar a medicação, no filme a impressão que se dá era que ele queria estudar a natureza do remédio, no livro foi porque realmente ele precisava. Vamos citar as diferenças de forma mais resumida:
-O Livro que Paul escreve, no filme é colocado (Untitled) sem título, no livro a obra do escritor se chama Carros velozes.
-Annie, se extremamente insana logo no inicio, no filme ela tenta se conter no começo.
-Paul pega uma incrível dependência na medicação de Annie o que não é deixado bem claro no livro.
-Annie amputa a perna esquerda de Paul para ele fugir com um machado. No filme ela apenas quebra as pernas dele com um martelo.
-Annie também amputa um dos polegares de Sheldon também, o que não acontece no livro.
-A Atmosfera é muito mais sombria, e as loucuras de Annie vão longe, ela chega a ponto de pegar um rato preso pela ratoeira, pela cauda, e lambe o sangue dele, na frente de Sheldon. O que me acelerou o coração, uma das coisas que King sabe transmitir através de suas narrativas.
-Existem mais policiais a procura de Sheldon no livro, enquanto no filme é só aquele senhorzinho cherife. Um dos policiais Annie mata-o usando um cortador de grama.
-No filme é clara que a maquina Royal que Annie comprou para Paul, faltava "N", que ela vai preenchendo para Paul durante a obra, mas no livro a maquina perde mais letras além do "N", ela perde a letra "t" e a letra "e", no filme também temos apenas uma pequena idéia de como é o livro que Sheldon está escrevendo para Annie  enquanto no livro temos pequenos trechos do conto de King, e quanto a editora, esse ano teve a excelente ideia de preencher os Ns e companhia a mão... Vejam só como ficou demais
:
-Antes de ler isso saiba que isso entrega o enredo final do livro, se não quiser saber não prossiga.
-Não diga que não avisei.
-Bom, o final do livro basicamente é o mesmo do filme unicamente com uma diferença, no filme realmente Paul Sheldon destrói o livro que estava escrevendo para Annie, enquanto no livro, ele a engana, colocando apenas o titulo em cima de um bolo de papeis, e publica sua obra assim que consegue se livrar daquela situação horrível.
 Resumindo, claro que o livro é sempre superior ao filme, mas o filme com certeza é um clássico que merece ser assistido e uma resenha só dele, então recomendo o filme Louca Obsessão (Tenho Vhs e DVD) e o livro, não o deixem esgotar. E preparem-se por que teremos excelentes obras do King lançadas esse ano como A Coisa, e quem sabe num futuro próximo Cujo. Misery, Angústia, Louca Obsessão, não importa o titulo e sim que é um livro que realmente vale a pena ter na sua instante, e eu tenho com muito orgulho. Li, reli e não canso. 
Obs: Hoje em dia tenho as duas versões do Livro.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Detonado Completo do Manhunt

Detonado Completo do Manhunt
Detonado completo do Manhun (Para ver os primeiros clique em postagens antigas)

Edvander Santos

Edvander Santos
Aqui alguns videos meus tocando guita